Notícias

Preview da Expopetro 2022 debate perspectivas econômicas

Patrícia Palermo frisou que, em março deste ano, apesar da vigência da bandeira preta, o período foi mais letal do que gerou um impacto econômico negativo. “Isso significa que a economia está aprendendo a viver no ‘modus operandi’ pandemia”, justificou a palestrante.

Em 23 de setembro, o Sulpetro promoveu o evento Preview da Expopetro 2022. Com transmissão pelo canal do YouTube, o encontro contou com uma palestra da economista e professora Patrícia Palermo, sobre perspectivas econômicas, políticas e sociais, além de ter abordado fatores que tendem a impactar o setor de combustíveis nos próximos anos.

O abrir a live, o presidente do Sulpetro, João Carlos Dal’Aqua, falou sobre o atual momento do ramo de combustíveis diante das mudanças na legislação. “Temos uma realidade muito preocupante com as diversas propostas de alteração no segmento, a partir das recentes Medidas Provisórias do governo federal”, disse o dirigente sindical ao conduzir o evento.

A palestrante da noite destacou que, no mês de março deste ano, apesar da vigência da bandeira preta, o período foi mais letal do que gerou um impacto econômico negativo. “Isso significa que a economia está aprendendo a viver no ‘modus operandi’ pandemia”, justificou Patrícia. Ela também comentou sobre a queda nas alíquotas de ICMS em 2022, anunciadas pelo governo do Rio Grande do Sul recentemente. “Essa redução e mais o aumento da mobilidade criam um ambiente econômico minimamente melhor do que em outros estados”, avaliou.

O gerente de Mercados Grandes Consumidores da Sulgás, Cristiano Roberto Rickmann, lembrou que a empresa já está presente em 33 cidades, em 100 postos de combustíveis e que o RS conta com uma frota de 90 mil veículos movidos a GNV.

Já o diretor comercial da Raízen, Gustavo Campos, destacou a parceria com a Femsa para aumentar a presença no varejo e melhorar a proposta de valor das lojas de conveniência Select, além do aplicativo Shell Box, que ajudou a revenda a aumentar o ticket médio durante a pandemia.


Publicidade