Na Mídia

Preço da gasolina começa a subir nos postos com aumento do etanol

O preço da gasolina está subindo em vários postos de combustíveis do Rio Grande do Sul. Pelos relatos dos leitores, os aumentos ficam entre R$ 0,10 e R$ 0,40, especialmente em Porto Alegre e em cidades da região metropolitana.

Não houve alteração nas refinarias, onde a Petrobras define os valores. O último reajuste foi no início de março, com uma forte alta provocada pela invasão da Ucrânia pela Rússia, o que fez disparar o petróleo no Exterior. À coluna, o presidente do Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do Rio Grande do Sul (Sulpetro), João Carlos Dal’Aqua, relembrou que o etanol está subindo. Ele, obrigatoriamente, é adicionado à gasolina. A mistura determinada por lei é de 27%, o que constantemente é criticado exatamente pela elevação de preços quando há problemas com a safra da cana-de-açúcar, matéria-prima do etanol.

– Estamos com forte pressão do (etanol) anidro nos custos. Distribuidoras estão repassando novos preços constantemente. Algum reposicionamento seria inevitável.

Pelo último relatório do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada – CEPEA-Esalq/USP, os preços do etanol hidratado e anidro registraram forte alta em São Paulo. É de lá maior parte das usinas, que vendem o combustível para todo o país, incluindo o Rio Grande do Sul, que quase nada produz de etanol. Segundo o departamento de pesquisa, a oferta está caindo. Além do número ainda pequeno de usinas em atividade da safra 2022/2023, a chuva também limita a entrada no campo para retirada da cana-de-açúcar e, consequentemente, o andamento da produção.

Segundo a última pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o litro da gasolina comum custava, em média, R$ 6,83 na semana passada no Rio Grande do Sul. É alto, mais ainda ficava longe do pico de preços, atingido entre outubro e novembro de 2021, quando o preço médio passava de R$ 7.

Colunista Giane Guerra (giane.guerra@rdgaucha.com.br)
Colaborou Daniel Giussani (daniel.giussani@zerohora.com.br)